Skip to Content

Segurança da informação aplicada na gestão de terceiros: quais os gargalos?

Veja neste neste artigo como aplicar a segurança da informação na gestão de terceiros.

Inovações tecnológicas já vêm sendo aprimoradas dentro do mercado empresarial, todavia, demandam ferramentas avançadas e profissionais capacitados para manuseá-las de forma confiável e eficaz. Ao mesmo tempo, o service procurement já faz parte do cotidiano corporativo e têm papel fundamental na melhora de desempenho, eficiência financeira, segurança jurídica e de dados de uma organização.

Atualmente, a tecnologia é a melhor aliada de empresas que adotam o service procurement. Na visão da SAP Fieldglass, ter uma plataforma que centraliza as informações e monitora todos os dados em tempo real garante segurança e evita equívocos, já que a administração de um número elevado de dados manualmente tende a resultar em erros e, em alguns casos, se mostra inviável.

Além disso, manter a segurança das informações centralizadas em nuvem resultam em um acompanhamento transparente do cumprimento das obrigações legais pelos terceiros por meio da rastreabilidade. Estas avaliações periódicas destacam possibilidades de defesas na esfera trabalhista e, consequentemente, geram vantagens no gerenciamento da empresa.

Ter um controle de administração de todos os dados permite a manutenção de fornecedores aptos e parceiros comerciais em Compliance, que seguem as determinações legais. Neste caso, ter controle destas informações evita que a empresa contratante seja penalizada e prejudicada com possíveis erros de terceiros.

Interligar a gestão de terceiros com a segurança das informações coloca a instituição em sintonia com as práticas mais relevantes de gestão empresarial, evitando riscos trabalhistas, reduzindo custos e, ao mesmo tempo, elevando a eficiência e qualidade do serviço.

Insights de Negócios