Skip to Content

Os principais desafios da economia pós pandemia.

A economia tem sido um dos principais desafios das empresas de todo o mundo. Confira quais são os principais desafios da economia pós pandemia.

A econômica tem sido um dos principais desafios das empresas de todo o mundo, principalmente no Brasil, onde a crise da COVID-19 continua em alta e ainda preocupa organizações de todos os tamanhos e segmentos. Com a pandemia e o isolamento social, houve um choque de oferta e, consequentemente, os países começaram a apontar para o Supply Chain, tendo em vista que algumas nações adotaram medidas mais populistas. Entretanto, esta visão é equivocada, já que um dos fatores mais importantes para vencer a crise é justamente diversificar a cadeia de suprimentos e usá-la como aliada para estabelecer o equilíbrio da economia.

Hoje, há uma pressão dentro das organizações para reduzir custos e, diretamente, a área de Supply Chain ganha protagonismo por ser um setor que pode contribuir para este corte de gastos. Com todas as incertezas, é indispensável o investimento em tecnologia. A cadeia de suprimentos ganhou uma resposta crítica dos processos já que não há como revê-los e organizá-los sem o uso de ferramentas tecnológicas. Por isso, reduzir os riscos é fundamental e é preciso diversificar a cadeia para ter o controle dos custos.

Diante das limitações impostas pela pandemia, foi necessário abandonar hábitos antigos e criar formas diferentes de trabalhar e potencializar resultados. Além desta adaptação, os processos de mudanças e rupturas com o avanço do ambiente digital trouxeram diversas tendências ao Supply Chain, não tão novas assim, mas que serão indispensáveis daqui para a frente.

Todo este cenário mostrou que as organizações terão que se tornar mais eficientes no seu segmento e no produto que oferecem. E, por consequência, vão precisar de um maior investimento no processo de digitalização. Isso porque é fundamental que as organizações foquem no core business e terceirizem os demais serviços impactando, diretamente, no corte de custos.

 

Os desafios também estão presentes nos valores da empresa

A sustentabilidade é um dos pontos a serem observados na economia. As instituições devem olhar desde o princípio para identificarem o meio que seus fornecedores e serviços terceirizados estão trabalhando. O capitalismo de stakeholder vem ganhando espaço e gera valor para todas as partes interessadas. Com o avanço das redes sociais, as críticas negativas influenciam diretamente no fluxo do caixa. E, por isso, as questões sustentáveis não se baseiam apenas em olhar o meio ambiente, mas, sim, em analisar todo o processo do Supply Chain: como a empresa está trabalhando e como o produto vai ser descartado no futuro.

Há vários stakeholders envolvidos: o consumidor que influencia diretamente no comportamento do negócio e a própria empresa que influencia no comportamento dos fornecedores. Ter este alinhamento de incentivos sem a tecnologia presente, não deixa a organização em competitividade no mercado. É preciso de ferramentas, com atualizações e informações imprescindíveis, de maneira rápida, eficaz, com menos custos e insights claros para guiar as equipes às melhores tomadas de decisão.

O planejamento e o fôlego financeiro são fundamentais para a continuidade do negócio, já que é preciso pensar na cadeia como um todo. Se uma empresa da cadeia falhar ou não tiver práticas sustentáveis, automaticamente influenciará no desenvolvimento final do produto.

Nesse ponto entram as soluções da SAP Ariba, que controlam e gerenciam todos os riscos dos fornecedores. Além de trazer feedbacks em tempo real para o melhor direcionamento do setor, a ferramenta possibilita uma maior análise de Big Data, que mostra comportamentos e tendências de quem abastece o seu negócio. Tudo isso para que a organização não tenha surpresas em uma época que, ser surpreendido, muitas vezes, pode significar em adversidades ainda maiores para cada empresa.

Insights de Negócios