Skip to Content

O que mudou em gestão da cadeia de suprimentos em 2020?

Conheça as principais medidas que as empresas estão tomando para minimizar os efeitos da crise gerada pela Covid-19.

O ano de 2020 vem sofrendo um ressurgimento de processos dentro das instituições e estas organizações visam maximizar os benefícios das novas tecnologias. A atual crise econômica gerou diferentes impactos para o Supply Chain ao redor do mundo. 

Empresas conectam fornecedores, distribuidores, produtores e muitas tem passado por um choque de eficiência em busca de mais autonomia e sobrevivência diante da crise. Neste cenário, existe uma procura por novas alternativas para suprir as necessidades, como a busca por fornecedores locais e investimento em tecnologia para aperfeiçoar a produção.

Para minimizar os efeitos da crise política e econômica, algumas medidas passaram a ser tomadas por instituições, como a avaliação de riscos dos fornecedores, trabalho conjunto com os fornecedores e transparência mediante ao acesso à informação de todos os processos. 

Uma boa gestão implementada tende a diminuir custos ao longo de todo Supply Chain. Além de proporcionar bons resultados, a gestão se torna mais objetiva. Algumas outras práticas começaram a entrar em evidência diante de todo o cenário econômico. A SAP Ariba explica como:

- Investimento em tecnologias de ponta que otimizam a gestão da cadeia de suprimentos;
- Investimento em programas de capacitação para os fornecedores;
- Identificar oportunidades, mantendo-se informado sobre o setor do mercado que a organização faz parte;
- Manter a transparência ao longo das etapas;
- Buscar alternativas que influenciam nas atividades da empresa.

A cadeia de suprimentos está crescendo conforme as linhas de produção se tornam mais ágeis, econômicas e eficientes. Neste caso, quem continuará ditando o ritmo de desenvolvimento do Supply Chain é a tecnologia. A América Latina tem o momento propício para usar tecnologia e gerar novos negócios. As políticas protecionistas podem prejudicar ou ajudar certos países. Por isso, é um bom momento para focar em tecnologias inovadoras.

Insights de Negócios